TJ-SP explica como usar o código de barras em protocolo de petições intermediárias


05/10/2016

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) divulga o passo a passo para o advogado utilizar o código de barras no protocolo de petições intermediárias. A ferramenta foi implantada pela Corregedoria Geral da Justiça em todos os setores de protocolo do Estado. Ela possibilita a substituição da digitação do número do processo pelo reconhecimento por meio de leitor ótico, que percorre rapidamente todas as barras, enviando informações ao computador, que converte o código novamente em número legível.

De acordo com o TJ-SP, a utilização do código de barras dá mais agilidade à protocolização, com a consequente diminuição do tempo do advogado em balcão e a segurança dos dados informados na petição, uma vez que evita eventuais erros de digitação.

Confira as instruções para utilizar o código de barras no link a seguir: http://www.tjsp.jus.br/Handlers/FileFetch.ashx?id_arquivo=75466