Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / 07 / Importância da comunicação verbal marca posse da Comissão de Estudos da Oratória Forense

Notícias

Importância da comunicação verbal marca posse da Comissão de Estudos da Oratória Forense


10/07/2017

Importância da comunicação verbal marca posse da Comissão de Estudos da Oratória Forense
Fábio Romeu Canton Filho, vice-presidente da OAB SP, cumprimenta Wilson Ricardo Ligiera, presidente da Comissão de Estudos da Oratória Forense

O concreto conhecimento técnico jurídico é ponto importante para o sucesso profissional na advocacia, porém, não é o único. Habilidade para comunicar-se bem é essencial, desde o contato e a orientação eficaz para com os clientes, até a realização de sustentação oral nas altas Cortes. Além da boa escrita, expressar-se bem é ponto de distinção na atividade. Desenvolver essa competência entre advogadas e advogados é uma das missões da Comissão de Estudos da Oratória Forense, empossada na sede da Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (05/07).

O presidente desse grupo de trabalho, Wilson Ricardo Ligiera, fez retrospectiva da trajetória de pouco mais de uma década de colaboração com o Departamento de Cultura e Eventos e Comissões da OAB SP, período que foi importante para sua evolução individual como orador. “Exige-se demais dos advogados. Somos vistos como pessoas que, necessariamente, têm o dom da eloquência, que falam muito bem e se comunicam com maestria. Mas ninguém nos ensina isso na maioria das faculdades”, pontuou Ligiera. Para ele, as Oficinas de Oratória oferecidas pela OAB SP oferecem uma oportunidade de aprimoramento profissional importante para advogadas e advogados de qualquer idade e tempo de carreira.

Importância da comunicação verbal marca posse da Comissão de Estudos da Oratória Forense
Foto oficial da posse dos membros da Comissão de Estudos da Oratória Forense

O vice-presidente da OAB SP, Fábio Romeu Canton Filho, representou a diretoria Secional no evento e dirigiu os trabalhos ao lado de Umberto Luiz Borges D’Urso, diretor de Cultura e Eventos; Edivaldo Mendes da Silva, conselheiro secional; e Antônio Carlos Duarte Moreira, presidente da Subseção do Ipiranga.

Veja mais imagens na Galeria de Fotos