Cerimônia de entrega do VI Prêmio Benedicto Galvão

Tweet


12/12/2017

Cerimônia de entrega do VI Prêmio Benedicto Galvão
Vencedores do VI Prêmio Benedicto Galvão

A luta permanente contra o racismo, a valorização social plena dos afros-descendentes e a homenagem aos que empreendem esforços para concretizá-las são o propósito do Prêmio Benedicto Galvão, da Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil. Em sua sexta edição, o prêmio carrega o nome do primeiro presidente negro da OAB SP, que dirigiu a Ordem entre 1940 e 1941. A solenidade de entrega (06/12) foi realizada no Plenário dos Conselheiros, na sede da entidade.

Reforçando a importância da causa e do trabalho da Comissão de Igualdade Racial, organizadora do Prêmio, Marcos da Costa, presidente da entidade, anunciou que a OAB SP vai oficiar o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo à inclusão de um busto de Luiz Gama - referência na luta pela libertação de escravos - na galeria de entrada do Palácio da Justiça. O dirigente prometeu a realização de um grande evento para marcar os 130 anos da Lei Áurea e lembar que o Estado e a sociedade brasileiras precisam adotar medidas para incluir socialmente a população afrodescendente. “Temos resquícios graves do nosso passado escravagista, que precisamos superar com urgência. É preciso destacar a importância de irmãs e irmãos que se engajam nessa causa, que lutam para realizar a Justiça que o país precisa”, pontuou.

“Estamos nos inserindo, estamos progredindo, o que é sinal de que seguimos no caminho certo: não podemos parar”, conclamou Carmem Dora de Freitas Ferreira, presidente da Comissão de Igualdade Racial. Ela convocou o público presente a baixar, ler e compartilhar o conteúdo da cartilha Injúria Racial e Racismo Não!, material de orientação atualizado e publicado no site da OAB SP, em novembro. (http://www.oabsp.org.br/comissoes2010/igualdade-racial/cartilhas)

A secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Eloisa Arruda, participou da solenidade de entrega do prêmio e afirmou que luta pela inclusão social da população afrodescendente é diária. “Esse tema está perto de nós. O racismo existe e o Poder Público precisa promover ações para mobilizar os empresários para que incluam pessoas afrodescendentes nos cargos de liderança de suas organizações”, afirmou.

Os vencedores do VI Prêmio Benedicto Galvão – 2017

  • Adriana Barbosa – presidente do Instituto Feira Preta
  • Carlos Alves Moura – secretário executivo da Comissão Brasileira Justiça e Paz, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
  • Cleide Neves da Silva Santos – militante da causa negra e docente na Educafro
  • Christian Fernando dos Santos Moura – historiador e doutor em artes
  • Débora Aparecida Batista de Campos – integrante do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado de São Paulo (CPDCN)
  • Eliane Dias – advogada e empresária
  • Elisa Lucas Rodrigues – coordenadora da Coordenação de Políticas para População Negra e Indígena da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo
  • William Douglas Resinente dos Santos – juiz federal titular da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ)

Veja mais imagens na Galeria de Fotos