Aprovado Plano Nacional de Valorização da Advocacia Idosa

Tweet


05/09/2018

Aprovado Plano Nacional de Valorização da Advocacia Idosa

O Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou (04/09) o Plano Nacional de Valorização da Advocacia Idosa, um projeto que ordena diversos aspectos entre os quais criação de Comissões em todas as Secionais voltada ao tema; cadastro e censo dos profissionais com mais de 60 anos; debates nas Conferências nacionais e estaduais, além de parcerias com instituições de ensino e escritórios de advocacia para reservar vagas para esses profissionais.

O texto foi preparado, debatido e revisto por mais de um ano. As propostas tratam de prerrogativas profissionais, inserção no mercado de trabalho, ensino continuado e garantias. Será ainda criada a Comissão Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa no âmbito da Ordem. A única alteração que o Plano mereceu foi apresentada pelo presidente da OAB SP,  Marcos da Costa, no sentido propor alteração no Estatuto da Advocacia para consagrar o voto facultativo do advogado idoso, com mais de 70 anos.

Outro aspecto relevante do plano é o que visa promover a inclusão de idosos nos sistemas de informação digital, dado o avanço do processo eletrônico, e até mesmo a abertura de novas áreas do Direito relacionadas com a revolução digital. “Ao mesmo tempo que se abre para os jovens profissionais, a OAB também olha para os profissionais com mais experiência. Precisamos criar medidas para garantir a dignidade em sua atuação e no âmbito da Ordem”, ponderou o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia.