Diretoria da OAB SP designa Luiz Eugênio Marques de Souza para presidir a Comissão de Assistência Judiciária

Tweet


03/01/2019

Luiz Eugenio Aj vale
Luiz Eugênio: “A Comissão de Assistência Judiciária atuará de forma incessante pela valorização da advocacia e da cidadania”

Como primeiro ato da gestão 2019/2021, Caio Augusto Silva dos Santos, presidente da Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil, editou portarias que vão garantir os diretos dos advogados e dos cidadãos. A primeira delas, de número 01/2019, designou a presidência da Comissão de Assistência Judiciária a Luiz Eugênio Marques de Souza.

Conforme explicou Caio Augusto, a Assistência Judiciária, por meio de convênio com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, zela pela prestação de serviços à população carente do Estado, serviço para o qual agrega um verdadeiro exército de mais de 30 mil advogados e advogadas. “Onde houver a necessidade de auxílio aos necessitados, a Ordem está presente”, enfatizou. Esse trabalho é realizado pela entidade há mais de 30 anos e atende, anualmente, cerca 1,5 milhão de cidadãos.

“A Comissão de Assistência Judiciária atuará de forma incessante pela valorização da advocacia e da cidadania, buscando amparar aos abnegados advogados conveniados, que prestam excelentes serviços”, pontuou o presidente da Comissão. De acordo com ele, a OAB SP buscará as soluções necessárias junto à Defensoria Pública e aos Poderes Públicos constituídos na busca por melhorias para o trabalho desenvolvido pelos advogados inscritos. “Agiremos de forma transparente, independente e corajosa, sempre em prol da advocacia bandeirante”, acrescentou Marques de Souza.

Perfil da liderança
Graduado em Direito pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), o presidente da Comissão tem especialização em Direto Constitucional pela Universidade de Brasília (UnB). Entre os anos de 2004/2009 e 2013/2015 teve o desafio de presidir a Subseção de Orlândia. Na Secional paulista foi relator do Tribunal de Ética e Disciplina da XIII Turma (2010/2012), além de já participar como membro da Comissão de Assistência Judiciária desde 2009. Na última gestão (2016/2018), era conselheiro Secional, cargo no qual foi reeleito para 2019/2021.

Confira a Portaria