Em Laranjal Paulista, destaque para a força da mulher e às realizações da OAB SP para a advocacia

Tweet


29/07/2019

26.07.2019 - Posse da diretoria da Subseção de Laranjal Paulista

Ações da Ordem paulista no primeiro semestre da gestão, tanto pela busca do reconhecimento da classe quanto na representação da sociedade, pautaram os discursos de posse da diretoria da Subseção de Laranjal Paulista (26/07). Na cerimônia realizada na sede da APAE da cidade, foram destacadas à advocacia local as conquistas alcançadas, dentre as quais o significativo número de mulheres no Conselho Secional, a transparência da aplicação do dinheiro – com as informações fornecidas por meio do site da OAB SP –, bem como o diálogo constante em todo o Estado. Questões, conforme pontuou o presidente da Seção São Paulo, Caio Augusto Silva dos Santos, para efetivar a tomada de decisões conjuntas, ao mesmo tempo que se promove a descentralização do sistema, para dar mais autonomia financeira e administrativa às 239 Subseções. 

“Nos 87 anos de história da OAB São Paulo, nunca houve representação tão significativa de mulheres quanto agora. Não só na quantidade, mas na competência e na qualidade que se vem demonstrando”, disse o líder da advocacia paulista, enquanto dirigia-se aos novos ingressantes nos quadros da entidade, que, na ocasião, receberam a Carteira da OAB: dos onze aprovados no Exame de Ordem, sete são mulheres e três, homens. Outro ponto ressaltado no discurso, em relação ao público feminino, foi a aprovação do Conselho Secional da isenção da anuidade para a mulher advogada que tiver ou adotar filho, ou em caso de interrupção natural da gestação, no mesmo ano que ocorrer o fato. 

Na linha de desoneração, Caio Augusto falou sobre os benefícios para a jovem advocacia, especialmente quanto à formação, cuja entidade oferece cursos gratuitos da ESA na modalidade de educação a distância, nos três anos iniciais de exercício profissional. Olhando para o futuro, o presidente da OAB SP avisou que em 2020 as sociedades de advogados também serão desoneradas do pagamento de anuidades. Conforme explicou, a medida não foi implementada em 2019 porque não estava prevista no orçamento feito pela gestão anterior, em 2018. “Temos responsabilidade com as Subseções e o orçamento que está em execução foi aprovado anteriormente”, acentuou. 

Em seu discurso, Marcelo de Almeida lembrou que a advocacia é a força do cidadão diante da Justiça. Em meio a outros temas, contou parte da sua trajetória até ser eleito e reeleito o presidente mais novo da Subseção de Laranjal Paulista, e observou a relevância de proteger as prerrogativas profissionais, frisando principalmente que não há hierarquia entre os representantes do sistema de Justiça – Advocacia, Magistratura e Ministério Público. “Precisamos lembrar, sempre, que as prerrogativas não pertencem ao advogado, mas ao cidadão. Quando uma autoridade tenta calar a advocacia, ela não encontra – nem encontrará – espaço para isso”, asseverou. Compõem o grupo diretor laranjalense: Silvana Matilde Andreoni de Toledo, vice-presidente; Andrea Fátima Santa Rosa dos Reis, secretária-geral; Fernando Alberto Roso, secretário-geral adjunto; e Calixto Genesio Modanese, diretor-tesoureiro.

Presenças
Na solenidade de posse de Laranjal Paulista, a CAASP foi representada pela diretora Raquel Tamassia Marques e o Conselho Secional pelo conselheiro Rodrigo de Melo Kriguer. Estiveram presentes presidentes e diretores de Subseções da região, além de representantes do Executivo e do Legislativo do município, como o presidente da Câmara, Carlos Alberto Rossi; e o vice-prefeito, Air Pires de Campos.