Advocacia paulista marca posição no Congresso de Direito da Família da OAB SP

Tweet


04/12/2019

29.11.2019 - Congresso de Direito de Família e das Sucessões da OAB SP – Diálogos sobre família e sucessões

Presença expressiva da advocacia e mobilização das Subseções da OAB São Paulo movimentaram a sede institucional (29/11), para o Congresso de Direito da Família e das Sucessões, que abarcou temas como a proteção jurídica da mulher, efetivação da guarda compartilhada, panorama atual do direito das famílias no Brasil, entre outros.

Recepcionando os operadores do Direito, a secretária-geral adjunta da Secional paulista da Ordem, Margarete de Cássia Lopes agradeceu a participação de todos os presentes, ressaltando a relevância da iniciativa devido à intensa concorrência para o Congresso, tendo em vista que as vagas acabaram dez dias antes da sua realização.

“Essa é a verdadeira advocacia. Olhar para vocês e ver o salão repleto de pessoas preocupadas com o conhecimento e a informação, nos motiva a trabalhar mais e melhor. Temos a proposta de uma gestão que se dedicará a servir à advocacia para que vocês possam servir a todos os cidadãos e cidadãs. Esta é mais do que uma profissão, é uma missão, pois abriga àqueles que resistem e se fazem verdadeiros representantes dos cidadãos e dos direitos da família, onde estão questões tão sensíveis no seio das relações em sociedade”, destacou a diretora.

Presidente da Comissão de Direito de Família e Sucessões da Ordem paulista, João Ricardo Brandão Aguirre enalteceu a presença das comitivas do interior, como Campinas, que compareceu ao evento com mais de 70 advogados e advogadas. “O Estado inteiro está representado, o que nos deixa muito orgulhosos, e isso faz parte de um projeto que temos para o ano que vem, de realizar congressos e simpósios itinerantes”, ressaltou.

Na mesma linha, a diretora da CAASP, Raquel Tamassia deu às boas-vindas aos profissionais de diversas localidades, como Sumaré, São Bernardo, Santo André, Rio Claro, Limeira, São João da Boa Vista, Indaiatuba, Santana e Penha. A vice-presidente da Comissão, Rogéria Coimbra Vicente, por sua vez, destacou o desafio vivenciado pelos advogados e advogadas que se dedicam à área: “Só nós sabemos quanto é difícil pregar a igualdade parental e mudanças sociais”, disse.

A primeira exposição ficou por conta de Mario Luiz Delgado e Francisco Cahali, sobre a autonomia privada no direito familiar. Ao todo, foram mais de oito horas de intensos debates e apresentações, que podem ser conferidos na íntegra através do link: https://youtu.be/2P20mxZewqk