Pareceres dos Auditores - 2001


PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

Ilmos. Srs.
Diretores da
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – SECÇÃO DE SÃO PAULO
Praça da Sé, 385
São Paulo – SP

  1. Examinamos os Balanços Patrimoniais da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – SECÇÃO DE SÃO PAULO, encerrados com datas de 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e as respectivas Demonstrações dos Resultados, das Mutações do Patrimônio Social e das Origens e Aplicações de Recursos correspondentes aos exercícios sociais findos nessas mesmas datas, elaborados sob a responsabilidade de sua administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis.
  2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria aplicáveis no Brasil, as quais requerem que os exames sejam realizados com o objetivo de comprovar a adequada apresentação das demonstrações contábeis em todos os seus aspectos relevantes. Portanto, nossos exames compreenderam, entre outros procedimentos: (a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume das transações e os sistemas contábil e de controles internos da entidade; (b) a constatação com base em teste, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgadas; e (c) a avaliação das diretrizes e estimativas contábeis mais representativas adotadas pela administração da entidade, bem como da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto.
  3. Em nossa opinião, exceto quanto à avaliação dos imóveis baseada no valor venal apresentado no Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU, conforme comentado na nota explicativa nº 3.4.1, as demonstrações contábeis referidas no parágrafo 1 acima, representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – SECÇÃO DE SÃO PAULO em 31 de dezembro de 2001 e de 2000, os resultados de suas operações, as mutações de seu patrimônio social e as origens e aplicações de seus recursos referentes aos exercícios sociais findos nessas mesmas datas, de acordo com as práticas contábeis emanadas da legislação societária, as quais não prevêem o reconhecimento da atualização monetária, requerido pelos Princípios Fundamentais de Contabilidade.

 

São Paulo, 15 de março de 2002.
atenciosamente,

ANDREOLI & ASSOCIADOS
AUDITORES INDEPENDENTES S/C
CRC2SP017977/0-1

 

WALTER ARNALDO ANDREOLI
CONTADOR CRC 1SP040608/0-0
Sócio Diretor Responsável
LUIZ CARLOS FAUZA ANTONIO
CONTADOR CRC1SP065377/0-0
Sócio Diretor Responsável