Propostas que alterariam ECA são ineficazes

Uma das propostas sugere aumentar o tempo máximo de internação de três para oito anos em casos de jovens que cometem infrações equivalentes a crime hediondo