E-1.168


ADVOGADO E CLIENTE - DEFESA CONCOMITANTE - IMPEDIMENTO INEXISTENTE
Quando figurarem no mesmo polo, como partes, cliente e advogado com interesses convergentes, não havendo possibilidade de conflito futuro, o profissional poderá fazer a sua defesa e a de seu cliente. O interesse comum se acicata, no caso, por pretender o advogado defender a validade de procedimento em que assistiu o cliente. Inocorre impedimento ético; porém, por se tratar de defesa própria, recomendável seja o advogado parte assistido por colega.
Proc. E-1.168 - V.U. Relator Dr. Milton Basaglia - Revisor Dr. Daniel Schwenck - Presidente Dr. Modesto Carvalhosa.