E - 1.190


CARTÃO DE VISITA - VÁRIAS PROFISSÕES - USO - EXERCÍCIO DA ADVOCACIA SIMULTANEAMENTE COM OUTRAS PROFISSÕES
O advogado deve abster-se de usar o cartão de visita com finalidade de publicidade, evitando indicar no mesmo espalo outras profissões que porventura exerça concomitantemente. Por outro lado, conforme jurisprudência deste Sodalício, o advogado tem assegurado o direito constitucional do livre exercício profissional, concomitantemente com outras profissões regulamentadas, que não sejam, por lei, ou princípios normativos, incompatíveis com a advocacia. Reitera-se outrossim a exigência ético-profissional de que as atividades ou profissões consideradas paralelas sejam compatíveis com a nobreza e dignidade da advocacia; não sejam exercidas dentro do mesmo espaço físico do escritório do advogado, no resguardo da necessidade da inviolabilidade do domicílio advocatício, dos arquivos e do sigilo profissional, que constituam direta ou indiretamente meio de tráfico de influência ou captação de causas ou clientes e que a promoção publicitária seja elaborada e efetivada observando-se, no espaço e no tempo, completa autonomia entre a advocacia e as demais profissões.
Proc. E - 1.190 - V.U. - Rel. Dr. ROBISON BARONI - Rev. Dr. DANIEL SCHWENCK - Presidente Prof. MODESTO CARVALHOSA.