E - 1.201


PATROCÍNIO SIMULTÂNEO - INFRAÇÃO ÉTICA
O advogado não pode, a pretexto algum, aceitar mandato de pessoa cujos interesses potencialmente possam colidir com os de outro que já estão sob sua responsabilidade. Refoge à competência do Tribunal de Ética indicar alternativas a serem adotadas pelos advogados, que não digam respeito a sua própria conduta ética.
Proc. E - 1.201 - V.U. - Rel. Dr. JOSÉ EDUARDO DIAS COLLAÇO - Rev. Dr. DANIEL SCHWENCK - Pres. Prof. MODESTO CARVALHOSA.